“Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente”

Imagem da notícia: “Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente”

Confesso otimista, irrequieto e ambicioso, Rui Motty é uma pessoa inspiradora, característica própria dos líderes. Numa longa conversa com a ÓpticaPro, o diretor da Optocentro desvendou-nos as novidades da empresa, para além das soluções para os obstáculos provocados pela pandemia associada ao novo coronavírus. De uma coisa está certo: nada voltará a ser como antes.

Como têm sido estes tempos de pandemia para a Optocentro?

Não passámos à margem, como é natural. Sofremos como todos, teve um impacto global, mas sempre tive uma certeza desde o início: mantive sempre a convicção de que estaríamos sempre abertos, a prestar serviços presencial ou remotamente. Tive sempre a certeza que, ainda muito tradicional, ligado à confiança das duas áreas em que nos movimentamos bem – comércio e saúde -, todo o processo de retoma tivesse mais consistência que outras áreas do retalho. A ótica hoje, na sua generalidade, está muito melhor que a maioria dos outros retalhos, por ser uma necessidade. Outras empresas com valores idênticos, conseguiram sofrer menos com este impacto negativo.

Na sua opinião, o que vai mudar com o fim da pandemia?

Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente. Há aqui uma variável: todos nós passamos a ter consciência que a interrupção do circuito da vida pode acontecer com mais facilidade do que imaginávamos. Veja-se o que aconteceu. Desconhecemos o desemprego no próximo ano, a economia não é uma ciência exata e a falta de trabalho será um elo importante para definir a evolução económica de 2021.

Quais as suas expectativas?

Por estranho que pareça, estou sempre imbuído de um certo otimismo, embora no fundo todos nós tenhamos receio, porque o futuro é mais desconhecido. Este é um mal comum e precisamos de soluções comuns. O limite seria a rutura de toda a sociedade e isso não acontecerá de certeza. O mais importante é tentarmos acarinhar os nossos clientes; é a altura para continuarmos a olhar para os clientes de maneira diferente.

Entrevista completa na ÓpticaPro 211.

20 Janeiro 2021
Entrevistas

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble

Notícias relacionadas

“A Prooptica atua de olhos postos no futuro”

Numa altura em que a Prooptica comemora 28 anos de existência Luís Justino, administrador da empresa, desvenda em entrevista os segredos do sucesso, as dificuldades vividas e as oportunidades que a pandemia de Covid-19 trouxeram. Para o futuro, o administrador imagina uma empresa fascinada pela internacionalização e pelo desenvolvimento sustentado, com o mesmo objetivo de sempre: garantir a satisfação plena de todos os parceiros.

Ler mais 3 Setembro 2021
Entrevistas

“Os óculos são objetos que qualificam as pessoas”

Uma das pessoas mais reconhecidas no mundo da ótica, especialmente quando falamos do conceito de óculos modernos, falou em exclusivo para Portugal à ÓpticaPro. Contador de histórias, Paolo Seminara respira paixão por uma profissão onde “o tempo voa”.

Ler mais 10 Agosto 2021
AtualidadeEntrevistasÓculos