“Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente”

Imagem da notícia: “Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente”

Confesso otimista, irrequieto e ambicioso, Rui Motty é uma pessoa inspiradora, característica própria dos líderes. Numa longa conversa com a ÓpticaPro, o diretor da Optocentro desvendou-nos as novidades da empresa, para além das soluções para os obstáculos provocados pela pandemia associada ao novo coronavírus. De uma coisa está certo: nada voltará a ser como antes.

Como têm sido estes tempos de pandemia para a Optocentro?

Não passámos à margem, como é natural. Sofremos como todos, teve um impacto global, mas sempre tive uma certeza desde o início: mantive sempre a convicção de que estaríamos sempre abertos, a prestar serviços presencial ou remotamente. Tive sempre a certeza que, ainda muito tradicional, ligado à confiança das duas áreas em que nos movimentamos bem – comércio e saúde -, todo o processo de retoma tivesse mais consistência que outras áreas do retalho. A ótica hoje, na sua generalidade, está muito melhor que a maioria dos outros retalhos, por ser uma necessidade. Outras empresas com valores idênticos, conseguiram sofrer menos com este impacto negativo.

Na sua opinião, o que vai mudar com o fim da pandemia?

Nunca mais vamos voltar a trabalhar como antigamente. Há aqui uma variável: todos nós passamos a ter consciência que a interrupção do circuito da vida pode acontecer com mais facilidade do que imaginávamos. Veja-se o que aconteceu. Desconhecemos o desemprego no próximo ano, a economia não é uma ciência exata e a falta de trabalho será um elo importante para definir a evolução económica de 2021.

Quais as suas expectativas?

Por estranho que pareça, estou sempre imbuído de um certo otimismo, embora no fundo todos nós tenhamos receio, porque o futuro é mais desconhecido. Este é um mal comum e precisamos de soluções comuns. O limite seria a rutura de toda a sociedade e isso não acontecerá de certeza. O mais importante é tentarmos acarinhar os nossos clientes; é a altura para continuarmos a olhar para os clientes de maneira diferente.

Entrevista completa na ÓpticaPro 211.

20 Janeiro 2021
Entrevistas

Notícias relacionadas

Criador da Police Eyewear muda-se para Portugal

O designer e criador da marca Police Eyewear, Bruno Palmegiani, decidiu mudar-se de armas e bagagens para Lisboa no ano passado, onde tenciona colocar em prática algumas ideias e projetos quando a pandemia o permitir.

Ler mais 22 Fevereiro 2021
Entrevistas

Rui Motty em entrevista

Confesso otimista, irrequieto e ambicioso, Rui Motty é uma pessoa inspiradora, característica própria dos líderes. Numa longa conversa com a ÓpticaPro, o diretor da Optocentro desvendou-nos as novidades da empresa, para além das soluções para os obstáculos provocados pela pandemia associada ao novo coronavírus.

Ler mais 21 Dezembro 2020
Entrevistas

“Acreditem na optoVision e no projeto da marca para Portugal”

Mário Pereira é o "rosto" da optoVision em Portugal, laboratório alemão de lentes oftálmicas que chegou em outubro ao nosso país. Numa entrevista intimista, o responsável pelo projeto falou-nos do seu percurso e da larga experiência que possui na área das lentes oftálmicas e, ainda, da marca que vai liderar em território nacional.

Ler mais 16 Novembro 2020
Entrevistas