A Visão de… Vitor Martins

Imagem da notícia: A Visão de… Vitor Martins

Vitor Martins, sócio-gerente da Maxivisão, ótica sediada em Vila Nova de Poiares, protagoniza a rubrica “A Visão de…”, onde damos a conhecer o seu lado mais intimista. Sem nunca esquecer a realidade do setor, procuramos ao longo das edições da ÓpticaPro revelar alguns gostos pessoais das figuras ligadas ao mundo da ótica em Portugal.

O meu nome é: Vitor Manuel Simões Martins.

Idade: 43.

Principais interesses: O mundo da ótica e o seu desenvolvimento em termos qualitativos para bem da boa visão das pessoas.

Hobbies: Viajar e aprender.

O automóvel que tenho na garagem: Não tenho o mínimo interesse por carros, para mim serve só como meio de transporte.

Nunca saio de casa sem: Tomar um bom banho.

O acessório de moda que nunca esqueço: Está ligado à moda, mas é acima de tudo um bem essencial à proteção dos nossos olhos – os meus óculos de sol de qualidade certificada.

A música da minha vida: Viva la Vida.

O último livro que li: Não há Impossíveis, de Paulo Azevedo.

País ou lugar com que sempre sonhei visitar: Tenho o sonho de conhecer as 7 Maravilhas do Mundo moderno, só me falta a Grande Muralha da China!

Último destino para onde viajei: Nova Iorque e Miami.

Sentado à mesa, gosto de um bom prato de: Chanfana.

O que gosto de beber: Um bom vinho tinto.

Desporto favorito: Futebol.

Pessoa/Personalidade que mais aprecio: Dalai Lama.

O maior prazer na vida: Viajar com a minha família.

O meu acessório favorito: Mala de viagem.

Os meus óculos preferidos, ou a minha marca de óculos preferida: Óculos Mundo by Maxivisão.

Se não trabalhasse no ramo da ótica, trabalharia em: Ensino.

A ótica para mim significa: A ótica para mim é uma paixão. Comecei há mais de 22 anos do zero e passei por todos os patamares até chegar a dono de uma loja de marca própria. Adoro óticas com ideias próprias e que investem na qualidade dos seus produtos e num atendimento personalizado. São elas que credibilizam o mercado da ótica e nos inspiram para que o nosso setor tenha um futuro melhor. Na minha opinião, e escrevo com experiência própria, quem a banaliza e não traz nada de novo não tem paixão pelo setor da ótica, não está a pensar na qualidade de visão dos seus clientes e só está a pensar no lucro fácil e numa forma fácil de chamar os clientes. A visão é um dos sentidos mais importantes do ser humano, vamos tratá-lo como deve ser tratado.

8 Junho 2022
CuriosidadeEntrevistas

PUBLICIDADE
Bausch Lomb
PUBLICIDADE
Silmo Paris

Notícias relacionadas

“Somos uma ótica de família para família”

Com 50 anos de história, a Lindóptica, com sede em Setúbal, assume-se como uma empresa tradicional, mas sempre preparada para os novos desafios através da parceria com a Conselheiros da Visão. Fernando Almeida, sócio-gerente desde 1995, respeita e orgulha-se do espaço fundado pelos pais, mas não deixa de apontar as suas maiores preocupações relativamente ao mercado nacional: a concorrência desleal e um total desrespeito pelo consumidor que se traduz na descredibilização do setor da ótica.

Ler mais 5 Julho 2022
AtualidadeEntrevistas

“Queremos acima de tudo receber ainda melhor”

O projeto de renovação da loja foi o ponto de partida para irmos ao encontro de um negócio que leva mais de três décadas de existência. O “ambiente familiar” e a “proximidade com o cliente” são um dos fatores diferenciadores da Óptica de Espinho, que apresenta agora um espaço com “maior mobilidade” garantindo “experiências diferentes”.

Ler mais 3 Junho 2022
AtualidadeEntrevistas

“O importante é sermos cada vez melhores profissionais e verdadeiros colegas”

Numa viagem ao passado, João e Rui Pereira falam-nos da ótica que criaram há 60 anos na sua terra natal, ao mesmo tempo que nos fazem recordar parte da história do setor. Pai e filho, e companheiros de profissão, admitem que o caminho nem sempre foi fácil, mas, “contra ventos e marés” e munidos das ferramentas certas, a Óptica S.Vicente - Covilhã está cá para ficar.

Ler mais 30 Maio 2022
Entrevistas