UMinho inaugura novo laboratório de optometria

Imagem da notícia: UMinho inaugura novo laboratório de optometria

A Escola de Ciências da UMinho inaugurou, esta semana, novas instalações laboratoriais na área de optometria e ciências da visão, “uma das mais modernas estruturas de ensino laboratorial nesta área a nível nacional e europeu”.

O projeto resulta de uma parceria que a escola mantém com a Essilor. “Neste momento, temos condições muito boas de formação para os nossos alunos, com novas dinâmicas de ensino, mais interativo e mais prático, factos que para esta área se tornam fundamental”, revelou ao José Manuel Méijome, diretor do departamento de Física da Escola de Ciências da UMinho, ao Correio do Minho.

Já Gonçalo Barral,  diretor-geral da Essilor Portugal, espera que este laboratório constitua um “marco” para formar melhores profissionais e, consequentemente, servir melhor as pessoas. “Em Portugal há um milhão de pessoas que precisam de correção visual. Portanto, há um grande espaço para que estes profissionais possam melhorar o mundo”, diz.

15 Março 2019
Visão

Notícias relacionadas

UPOOP contra divulgação de consultas de optometria gratuitas

A União Profissional dos Ópticos e Optometristas Portugueses (UPOOP) está a lançar um alerta contra a divulgação de consultas de optometria gratuitas. "A optometria merece todo o nosso respeito e a nossa proteção, porquanto, só desta forma nos poderemos proteger, respeitar e credibilizar", assume Henrique Nascimento, o presidente da UPOOP.

Ler mais 2 Fevereiro 2021
AtualidadeVisão

Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

Quase metade da população portuguesa diz sentir pioras na sua visão ao perto no último ano, período que engloba os meses de pandemia e de confinamento, durante o qual o recurso ao teletrabalho foi generalizado assim como o uso intensivo de dispositivos digitais. A conclusão resulta do inquérito “Ver(-Se) bem”, conduzido pela Direção de Saúde Visual da Essilor Portugal.

Ler mais 29 Janeiro 2021
Visão

Córnea sintética ajuda cego a voltar a ver

Um homem de 78 anos estava dado como legalmente cego e recuperou a visão, sendo capaz de reconhecer familiares e ver números num quadro. O feito só foi possível devido ao implante da córnea sintética desenvolvida pela CorNeat que pode ser colocado diretamente no olho para substituir córneas danificadas, sem necessidade de tecido humano.

Ler mais 26 Janeiro 2021
Visão