Eduardo Teixeira: Covid-19 e o impacto no setor da visão

Imagem da notícia: Eduardo Teixeira: Covid-19 e o impacto no setor da visão

A ÓpticaPro falou com Eduardo Teixeira a propósito das principais preocupações dos optometristas face à pandemia de Covid-19:

“Estou preocupado com várias questões. Em primeiro lugar, com os colegas optometristas que não estão a trabalhar. Num momento destes, em que nos queremos afirmar como profissionais de saúde, é desadequado não assumirmos essa responsabilidade de estarmos presentes, frente a frente com o nosso paciente, nem que seja através de ferramentas digitais. É uma preocupação, uma vez que encaro também esta situação como uma oportunidade. O setor da ótica, que emprega mais de 90% dos optometristas em Portugal e é o setor onde nos enquadramos, foi considerado fundamental nesta fase de estado de emergência, mas para isso é necessário que os profissionais o assumam como tal”.

Eduardo Teixeira acrescentou que “é difícil que os nossos pacientes estejam a receber os cuidados devidos. Como sabem, todas as consultas e cirurgias não urgentes foram adiadas e isto é um problema que terá de ser resolvido o quanto antes, porque já sabemos a dificuldade que é os pacientes em Portugal acederem aos serviços de oftalmologia, com o terceiro tempo médio de espera mais elevado de todas as especialidades. Esta paragem vai representar danos irreversíveis na saúde visual dos nossos pacientes, o que implicará da nossa parte um maior esforço para resolvermos alguns problemas. Penso que esta situação vai ficar resolvida nos próximos 8 a 12 meses. Nós, enquanto profissionais de saúde primária, devemos estar também na linha da frente do atendimento. E isto é uma oportunidade para a profissão. O próprio SNS vai precisar de mais profissionais para dar resposta às várias solicitações”.

Saiba mais na próxima edição da ÓpticaPro. 

30 Abril 2020
Opinião

Notícias relacionadas