“São 25 anos sempre com a missão de servir a Ergovisão”

Imagem da notícia: “São 25 anos sempre com a missão de servir a Ergovisão”

Emídio Rodrigues é CEO do grupo Ergovisão e completou, este ano, 25 anos de carreira. Numa conversa com a ÓpticaPro, Emídio Rodrigues falou sobre a empresa, o trajeto profissional, as memórias e aprendizagens neste quarto de século de carreira, bem como da previsão para o futuro. O dia 1 de maio de 1996 marcou o início desta “história recheada de momentos”. 

Como é atingir 25 anos de carreira numa empresa e na Ergovisão?

Como todos os dias me levanto e vou para o meu lazer, posso disser que são 25 anos vividos com intensidade e muito entusiasmo, sempre com a missão de servir a Ergovisão de acordo com os seus valores e princípios, que nos distinguem no setor em que atuamos. Eu cresci com a empresa e a empresa cresceu comigo, temos uma relação biunívoca, que ficará registada para sempre. Passei por várias etapas de aprendizagem, protagonizando uma história recheada de momentos, com o pensamento no futuro e com a memória dos momentos do passado.

Que significado tem este prémio para si?

Não vejo como um prémio, até porque não estou à espera de ser premiado! É um reconhecimento, que qualquer ser humano gosta de sentir. Estou neste projeto, como um artista plástico, que faz a sua obra de arte sem se preocupar com o valor que ela terá depois de concluída, como também, vou a votos todos os dias. O meu foco é fazer acontecer, sem esperar a premiação ou a distinção.

Durante o seu percurso na empresa como vê o crescimento da marca?

A marca Ergovisão tem um percurso muito bonito, assente em três pilares fundamentais: moda, saúde e tecnologia. Esta trilogia combinada com a missão, visão e valores da empresa deram origem a uma estratégia de crescimento muito sustentada, permitindo aos dias de hoje estar entre os maiores grupos de ótica portugueses. Quem experimenta a marca, prova o fruto proibido e fica fã para a vida!

Quais foram os momentos mais duros deste seu trajeto profissional? Como é trabalhar num grupo como a Ergovisão?

Como tudo na vida, temos momentos bons e menos bons, mas existem alguns que deixam marca. O que importa hoje é o que quero para amanhã. A empresa tem um espírito positivo, sempre à procura da melhoria contínua, muito empreendedora e inovadora, sempre com o foco no amanhã. Quando o erro acontece, não interessa quem foi, mas sim o que foi e porque aconteceu, de seguida procuramos soluções para o problema.

Quais as funções que desempenhou ao longo destes 25 anos?

Ao longo dos 25 anos de carreira posso dizer que já fiz de tudo, portanto, tenho o conhecimento total do negócio, o que é uma mais valia para as funções atuais de CEO do Grupo Ergovisão, transmitindo a minha experiência e visão a todos os envolvidos.

Quais são as suas melhores memórias destes 25 anos de colaboração com a Ergovisão?

O 1 de maio de 1996 e o dia de hoje, que me encontro numa entrevista, representando uma empresa que é a minha vida.

Leia a entrevista completa na ÓpticaPro 216.

11 Junho 2021
AtualidadeEntrevistasRevista

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble

Notícias relacionadas