Córnea sintética ajuda cego a voltar a ver

Imagem da notícia: Córnea sintética ajuda cego a voltar a ver

Um homem de 78 anos estava dado como legalmente cego e recuperou a visão, sendo capaz de reconhecer familiares e ver números num quadro. O feito só foi possível devido ao implante da córnea sintética desenvolvida pela CorNeat que pode ser colocado diretamente no olho para substituir córneas danificadas, sem necessidade de tecido humano.

Segundo o portal Exame Informática, “a solução de implantes de córneas artificiais já existe e está disponível para pacientes que tenham este órgão danificado devido a lesões ou doenças. No entanto, dada a complexidade do processo cirúrgico, é visto como último recurso para quando o transplante de córneas ou de implantes de anéis não funciona”.

A proposta da CorNeat simplifica todo o processo, com um mínimo de pontos e cortes necessários. O material usado permite “estimular a proliferação celular, conduzindo a uma progressiva integração do tecido”, detalha a CorNeat.

Saiba mais aqui.

26 Janeiro 2021
Visão

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble
PUBLICIDADE
.....nome do evento, marca, etc.....
PUBLICIDADE
Vision Plus Expo 2021

Notícias relacionadas

MultiOpticas assinala Dia Mundial da Literacia no Sabugal

A Iniciativa “Ver bem para aprender melhor" realiza-se na freguesia do Casteleiro, Sabugal (Beira Alta), com oferta de rastreios visuais, óculos graduados à população com maiores dificuldades socioeconómicas e livros pedagógicos para ensinar a ler e a escrever.

Ler mais 8 Setembro 2021
AtualidadeEventos e formaçãoVisão

Estudo releva: má visão está fortemente associada ao risco de acidentes rodoviários

Uma investigação liderada pela Queen's University Belfast e publicada pelo The Lancet Global Health indica que é necessária uma ação urgente para reduzir o número de acidentes de viação que podem ser atribuídos a uma visão deficiente. Estas conclusões foram o resultado da primeira revisão abrangente para destacar a ligação entre visão deficiente e segurança rodoviária em países de baixo e médio rendimento. 

Ler mais 26 Agosto 2021
AtualidadeVisão