André Queirós: Covid-19 e o impacto no setor da ótica

Imagem da notícia: André Queirós: Covid-19 e o impacto no setor da ótica

André Queirós, da Opticalia Joane, partilha com a ÓpticaPro o impacto da Covid-19 no setor da ótica. “Foi um período a que rapidamente nos adaptámos. E isso será fulcral no futuro. Quem rapidamente se conseguir adaptar, sairá vencedor e conseguirá obter mais dividendos”.

Revela ainda que a grande preocupação em relação aos próximos anos é a quebra: “há quebra de confiança, de consumo, as pessoas têm receio em relação ao seu futuro, à insegurança do emprego… apesar de termos a vantagem de estar num setor que ‘vende’ saúde, vai haver uma quebra na venda média. Acho que vai haver mais procura pela marca própria, vamos perder margem e algum valor, mas temos que nos adaptar e continuar a caminhar para a frente. Não é o fim do mundo, é uma readaptação e otimização da gestão. Temos que fazer ver que somos um serviço seguro e daí tirar os melhores proveitos possíveis. A retoma vai ser lenta, vai ser difícil, mas vamos trabalhar e olhar em frente sem fazer grandes projetos ou previsões”.

9 Junho 2020
Opinião

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble
PUBLICIDADE
Vision Plus Expo 2021

Notícias relacionadas

Óculos e lentes de contacto em tempos de pandemia

Uma das formas de prevenir o contágio pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) é evitar levar as mãos ao rosto. Acontece que, quem usa óculos ou lentes de contacto, costuma mexer nos olhos mais frequentemente. O médico oftalmologista José Salgado-Borges escreve-nos algumas dicas sobre como podemos proteger-nos melhor durante a pandemia de Covid-19.

Ler mais 5 Janeiro 2021
Opinião