Quem representa a Zerorh+ emana força

Imagem da notícia: Quem representa a Zerorh+ emana força

ÓpticaPro: Porquê a aposta em Nélson Évora para lançar a Zerorh+ em Portugal?

Stefano Fabris: O Nélson é a pessoa certa para esta campanha em território português, graças às provas dadas no triplo salto e ainda à imagem fabulosa que apresenta. De facto, o atleta luso assume-se como um misto de moda e desporto, indo de encontro à filosofia da marca. Tal como Nélson Évora, todos os rostos que elegemos para representar a Zerorh+ emanam força, paixão e ‘performance’ excepcionais, constituindo-se como exemplos perfeitos de credibilidade desportiva.

 

OP: A Zerorh+ combina as necessidades técnicas do desporto com as tendências da moda mundial. Como conseguem esta interacção?

SF: Preocupamo-nos tanto com os materiais usados, como com as lentes aplicadas e as cores associadas e isto resulta em modelos dinâmicos, seguros, confortáveis e excepcionalmente atractivos. O objectivo é criar um ‘design’ único e inovador, que a par da componente estética, revele qualidade comprovada em termos de tecnologia.

 

OP: A marca é reconhecida graças às colecções de fabrico exclusivamente italiano. É este o segredo para o sucesso da Zerorh+?

SF: Talvez seja esse o segredo para parte do êxito. No essencial, o sucesso assenta no envolvimento pessoal do ‘designer’ com a sua criação e no investimento sério no produto. Quando se trabalha com fábricas e laboratórios de qualidade adivinha-se desde logo um bom resultado. Além disso, temos modelos muito particulares, direccionados a pessoas que procuram óculos ‘fashion’ com uma componente mais prática, para um uso diário e prolongado.

 

OP: De que forma adaptam as lentes às diversas actividades ‘outdoor’?

SF: Os nossos óculos são ideais para qualquer tipo de actividade ao ar livre. Revelam-se, de facto, modelos multifacetados, já que se destinam a todos os que procuram uma solução estética, adequada à prática de desportos no campo, no mar e na montanha. Representam ainda o acessório perfeito para uma saída com amigos. Deste modo, faz parte do nosso trabalho analisar todas estas vertentes aquando da criação dos óculos. Os produtores de lentes começam o seu trabalho no laboratório e depois testam-no em campo. Estudamos também a conjugação das cores e dos detalhes para atingir uma protecção visual de excelência.

 

OP: Até nos aspectos mais técnicos se preocupam com o lado ‘fashion’…

SF: Sim, é essa a filosofia da Zerorh+. No entanto, se a componente estética limitar a funcionalidade dos óculos, deixa-se para segundo plano. Acima de tudo, queremos um produto que funcione bem nas várias circunstâncias.

 

OP: A marca direcciona-se para um segmento específico de mercado, o luxo de carácter desportivo. Porquê enveredar por este caminho?

SF: Tínhamos a percepção que, dentro do mundo da moda, nenhuma outra marca cobria esta fatia de mercado. Trata-se de um segmento luxuoso com necessidades mais técnicas. A Zerorh+ nasceu, portanto, num panorama onde os modelos mais “chiques” nem sempre conseguiam satisfazer os requisitos dos altos padrões em desporto e tecnologia.

 

OP: Qual o ‘feedback’ que esperam do público português?

SF: De certeza que apreciarão o nosso produto, por diversos aspectos. Em primeiro lugar, trata-se de uma peça de qualidade comprovada e, em segundo, porque os óculos são atractivos e muito confortáveis. Por outro lado, possuímos um ‘design’ fabricado em Itália, um país europeu com o qual os portugueses, sem dúvida, se identificam.

5 Fevereiro 2010
Entrevistas

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble
PUBLICIDADE
Vision Plus Expo 2021

Notícias relacionadas

“A Prooptica atua de olhos postos no futuro”

Numa altura em que a Prooptica comemora 28 anos de existência Luís Justino, administrador da empresa, desvenda em entrevista os segredos do sucesso, as dificuldades vividas e as oportunidades que a pandemia de Covid-19 trouxeram. Para o futuro, o administrador imagina uma empresa fascinada pela internacionalização e pelo desenvolvimento sustentado, com o mesmo objetivo de sempre: garantir a satisfação plena de todos os parceiros.

Ler mais 3 Setembro 2021
Entrevistas

“Os óculos são objetos que qualificam as pessoas”

Uma das pessoas mais reconhecidas no mundo da ótica, especialmente quando falamos do conceito de óculos modernos, falou em exclusivo para Portugal à ÓpticaPro. Contador de histórias, Paolo Seminara respira paixão por uma profissão onde “o tempo voa”.

Ler mais 10 Agosto 2021
AtualidadeEntrevistasÓculos