Diogo Baldaque da Silva: Covid-19 e o impacto no setor da ótica

Imagem da notícia: Diogo Baldaque da Silva: Covid-19 e o impacto no setor da ótica

Para a FIBO, e segundo as palavras do diretor executivo Diogo Baldaque da Silva, “a pandemia da doença Covid-19 está a ter forte impacto a vários níveis da sociedade portuguesa e na ótica em particular, nomeadamente, a nível social e humano, com as infeções e mortes, as medidas de isolamento social, restrições de mobilidade e hábitos; a nível económico, com fecho quase total do mercado da ótica, vamos assistir a uma forte recessão e desemprego, queda da produção industrial, manutenção do receio de idas a consultas de oftalmologia ou optometria, e consequências óbvias em termos de rendimento disponível, provocando a retração da procura e nível de consumo na ótica”.

Quando questionado sobre as tendências do negócio pós-Covid, afirmou que “vai haver um aumento qualitativo da digitalização do nosso negócio profissional, nomeadamente, webinars de formação, aumento da presença nas redes sociais e comunicação one-to-one descentralizada em parceria com o ótico. A FIBO vai, ainda, aumentar a oferta da sua linha de saúde e de óculos de proteção, adaptando-se às necessidades atuais”.

Não perca esta e outras opiniões na próxima edição da ÓpticaPro. 

7 Maio 2020
Opinião

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble
PUBLICIDADE
.....nome do evento, marca, etc.....
PUBLICIDADE
Vision Plus Expo 2021

Notícias relacionadas

Óculos e lentes de contacto em tempos de pandemia

Uma das formas de prevenir o contágio pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) é evitar levar as mãos ao rosto. Acontece que, quem usa óculos ou lentes de contacto, costuma mexer nos olhos mais frequentemente. O médico oftalmologista José Salgado-Borges escreve-nos algumas dicas sobre como podemos proteger-nos melhor durante a pandemia de Covid-19.

Ler mais 5 Janeiro 2021
Opinião