Cierzo apresenta óculos para este Natal

Imagem da notícia: Cierzo apresenta óculos para este Natal

O vermelho é a cor que nunca pode faltar nesta época festiva. É um tom quente a que no Natal podemos atribuir um simbolismo associado à paixão, ao coração e ao poder de mudar o mundo à nossa volta. É também uma cor de renovação, que estimula o corpo e a autoestima. Na moda as peças de cor vermelha não deixam ninguém indiferente e nas armações de óculos confere uma presença marcante para quem os usa.

Com vários modelos e tons que vão dos vermelhos frios, aos mais quentes como o bordeaux, a Cierzo – marca do Institutoptico – apresenta uma seleção de óculos que vão marcar o estilo de um coordenado. Com um posicionamento acessível, a Cierzo disponibiliza modelos com design adaptado a diferentes estilos que marcam presença. Confortáveis e leves permitem uma maior adaptação ao rosto, acentuando a marca pessoal de quem os usa.

Todos estes modelos fazem parte da coleção Lugares de Portugal, que pretende ser uma homenagem ao país e ao seu património cultural, onde cada modelo ganha o nome de um lugar icónico. A Cierzo, em especial a coleção lugares de Portugal, tornou-se na primeira marca de óculos no mundo com a inscrição do Código ColorADD, código de cores para daltónicos criado pelo designer português Miguel Neiva e que permite a inclusão dos daltónicos na sociedade.

 

 

7 Dezembro 2016
Atualidade

Notícias relacionadas

Plano de contingência: comunicado HOYA

Carlos Matos, country manager da HOYA Portugal, dirige-se a todos os clientes e profissionais do setor, no seguimento do novo confinamento geral decretado pelo Governo.

Ler mais 14 Janeiro 2021
AtualidadeLentes

Novo confinamento: óticas mantêm portas abertas

O Governo já anunciou as medidas do novo confinamento geral para um combate necessário ao avultado número de infetados com Covid-19. Na generalidade, voltam a ser aplicadas as regras do primeiro confinamento, altura em que as óticas foram consideradas serviços essenciais e puderam abrir ao público.

Ler mais 14 Janeiro 2021
Atualidade