“O setor da ótica em Portugal está um pouco perdido”

Imagem da notícia: “O setor da ótica em Portugal está um pouco perdido”

Miguel Alves, o novo diretor-geral da Alain Afflelou no nosso país, falou-nos do estado atual do mercado ótico e adiantou as novidades da empresa para este ano.

ÓpticaPro: O mercado ótico francês é comparável com o português?

Miguel Alves: De forma alguma. Cada mercado tem as suas especificidades e o nosso mercado não foge à regra pelo que, na minha forma de ver, não há comparação. A dimensão do território, a quantidade de óticas per-capita, as estratégias montadas pelos diversos intervenientes, o comportamento de compra, tudo é diferente. Na minha opinião, há apenas um ponto em comum, o bom gosto e o desejo de qualidade. É aqui que acredito que iremos fazer diferença! 

OP: Como vê o panorama da ótica em Portugal?

MA:Na minha opinião, o setor da ótica em Portugal está atualmente um pouco perdido no que se refere aos valores e à sua missão intrínseca, o que leva a uma concorrência, por vezes, descontrolada.

OP: A Alain Afflelou pretende continuar a investir em Portugal? Estão previstas mais aberturas de lojas no nosso país?

MA: Sim, sem dúvida. Temos um plano que visa o crescimento em todo o território nacional. 

OP: Quais as novidades da empresa para este ano?

MA: Este ano, para a primavera/verão renovámos a linha Smart Tonic e demos-lhe um pouco mais de magia. Essa magia foi a tónica para rebatizar a coleção com o nome MAGIC. Trata-se de uma linha de armações bastante moderna que conta com uma grande variedade de clips solares, perfeitamente ajustados a cada armação. Deixo aqui o convite a todos, para que visitem uma das lojas Alain Afflelou e conheçam esta fantástica coleção.

Entrevista completa na ÓpticaPro 194.

17 Julho 2019
Entrevistas

PUBLICIDADE
Silmo Paris
`

Notícias relacionadas