“O setor da ótica em Portugal está um pouco perdido”

Imagem da notícia: “O setor da ótica em Portugal está um pouco perdido”

Miguel Alves, o novo diretor-geral da Alain Afflelou no nosso país, falou-nos do estado atual do mercado ótico e adiantou as novidades da empresa para este ano.

ÓpticaPro: O mercado ótico francês é comparável com o português?

Miguel Alves: De forma alguma. Cada mercado tem as suas especificidades e o nosso mercado não foge à regra pelo que, na minha forma de ver, não há comparação. A dimensão do território, a quantidade de óticas per-capita, as estratégias montadas pelos diversos intervenientes, o comportamento de compra, tudo é diferente. Na minha opinião, há apenas um ponto em comum, o bom gosto e o desejo de qualidade. É aqui que acredito que iremos fazer diferença! 

OP: Como vê o panorama da ótica em Portugal?

MA:Na minha opinião, o setor da ótica em Portugal está atualmente um pouco perdido no que se refere aos valores e à sua missão intrínseca, o que leva a uma concorrência, por vezes, descontrolada.

OP: A Alain Afflelou pretende continuar a investir em Portugal? Estão previstas mais aberturas de lojas no nosso país?

MA: Sim, sem dúvida. Temos um plano que visa o crescimento em todo o território nacional. 

OP: Quais as novidades da empresa para este ano?

MA: Este ano, para a primavera/verão renovámos a linha Smart Tonic e demos-lhe um pouco mais de magia. Essa magia foi a tónica para rebatizar a coleção com o nome MAGIC. Trata-se de uma linha de armações bastante moderna que conta com uma grande variedade de clips solares, perfeitamente ajustados a cada armação. Deixo aqui o convite a todos, para que visitem uma das lojas Alain Afflelou e conheçam esta fantástica coleção.

Entrevista completa na ÓpticaPro 194.

17 Julho 2019
Entrevistas

PUBLICIDADE
Mido 2020

Notícias relacionadas

“Queremos ser uma marca de referência em Portugal”

Estivemos à conversa com Elísio Marques e João Cunha, CEO e diretor comercial da Morel Portugal, respetivamente. O objetivo deste encontro foi fazer o balanço do primeiro ano e meio de atividade da empresa no nosso país, o qual - segundo os responsáveis - é 100% positivo.

Ler mais 15 Janeiro 2020
Entrevistas

“Há 15 anos, a ótica era mais ótica”

Paula Pinho e o seu marido Arlindo Teixeira contaram-nos quais são os principais desafios que enfrentam para gerirem o Adão Oculista hoje em dia e deixaram-nos a sua visão sobre as diferenças que encontram no mercado desde que a ÓpticaPro nasceu, há 15 anos.

Ler mais 14 Janeiro 2020
Entrevistas

“Sou uma pessoa de pessoas, que privilegia as relações”

Após 28 anos na direção de Recursos Humanos da GrandVision, Rosário Carmona tomou a decisão de abrir um negócio próprio, a MultiOpticas na Cova da Piedade, para dar continuidade a todo um percurso feito na área, aproveitando o conhecimento do negócio, dos parceiros e do mercado da ótica em geral.

Ler mais 6 Novembro 2019
Entrevistas