“Os laboratórios são a nossa concorrência direta”

Imagem da notícia: “Os laboratórios são a nossa concorrência direta”

Miguel Teles, o diretor da Aros, deu-nos a sua opinião sobre a principal ameaça ao setor da ótica.

ÓpticaPro: A concorrência acaba por enviesar o objetivo final do vosso serviço?

Miguel Teles: Claro. Os laboratórios são a nossa concorrência direta. Eles são uma ameaça porque não estão preocupados em agradar o cliente como nós estamos, mesmo que isso prejudique o consumidor final da ótica. Os laboratórios, no fundo, são os causadores principais do estado atual do mercado da ótica. A grande vantagem para o ótico em escolher o serviço com o Tracer é exclusivamente o preço, de resto ganhamos em todas as vertentes.

Entrevista completa na ÓpticaPro 186.

5 Fevereiro 2019
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas

Daniela Guerreiro: “O mercado da ótica mudou bastante”

Com uma recente remodelação, a Oculista Carioca, nos arredores de Sintra, está mais atrativa e funcional. Com “um serviço de qualidade, seriedade e profissionalismo”, Daniela Guerreiro, há 16 anos na empresa fundada pelo pai, reconhece que o mercado mudou bastante desde então.

Ler mais 20 Julho 2020
Entrevistas

“Iremos colocar em prática uma forte campanha de sensibilização”

Em meados de maio, a Associação Nacional dos Ópticos (ANO) apresentou os resultados do inquérito ao subsector de comércio a retalho de material ótico, pedido ao Centro de Estudos Aplicados (CEA) da Universidade Católica Portuguesa (UCP), com o objetivo de analisar o impacto da pandemia Covid-19 nesta área. Falámos com Fernando Tomaz, presidente da direção da ANO, para conhecermos as principais conclusões do estudo e as medidas que se impõem.

Ler mais 26 Junho 2020
Entrevistas