Óptica Correia, de geração em geração

Imagem da notícia: Óptica Correia, de geração em geração

Fundada em 1982 na Lourinhã, a Óptica Correia está de cara e alma renovadas. No seu espaço de mais de 400 m2, as apostas passam agora, além da ótica e oftalmologia, por consultórios integrados nas áreas de medicina dentária, ortodontia, urologia, otorrino e cardiologia. O selo de qualidade continua a marcar a empresa, com a colaboração dos três filhos do casal Correia, nomeadamente Emanuel Correia.

ÓpticaPro: A vossa ótica sempre se assumiu como uma referência na região, tendo sido a primeira a nível nacional com Certificado de Qualidade ISO 9001…
Emanuel Correia: Fomos a primeira ótica com certificado da Associação Portuguesa de Certificação (APCER), a primeira a nível nacional com Certificado de Qualidade ISO 9001. Na altura nem a APCER sabia como instalar o sistema. Quando foi implementado aqui o sistema de qualidade, o que teríamos de fazer já nós o fazíamos. Além disso, a nível do concelho somos a primeira ótica a passar gerações.

OP: Além da ótica na Lourinhã, porquê a aposta noutro espaço no Algarve?
EC: Esta é a casa-mãe e abrimos no Algarve, em Loulé, um espaço há seis anos, quando na altura trabalhava lá como engenheiro. Entretanto comecei a ligar-me mais à ótica e quis ter conhecimentos especializados na área, daí ter tirado a Licenciatura em Optometria.

OP: O que vos diferencia das restantes óticas, além do certificado?
EC: Quer aqui, quer no Algarve, o conceito é o mesmo: a parte da ótica com uma pequena clínica, sendo que temos quatro consultórios no Algarve. O que nós queremos é prestar o melhor serviço ao cliente, de excelência. Os outros também tentarão o mesmo, mas nós estabelecemos relações de amizade muito fortes com os nossos clientes durante estes anos todos, um fator de diferenciação. Continuidade, manutenção do cliente, que se sinta em casa, pela parte técnica e clínica.

Entrevista completa na ÓpticaPro 175, edição de dezembro.

11 Dezembro 2017
Entrevistas

`

Notícias relacionadas

André Brodheim: “O meu avô começou um legado”

Um ano e meio após o Grupo Brodheim ter adquirido o controlo acionista da Optivisão, o seu administrador e diretor comercial, André Brodheim, traça as metas para o futuro da empresa e do próprio mercado ótico, numa conversa que teria de passar inevitavelmente pela omnipresença do seu avô, ou não fosse Erich Brodheim a sua referência máxima.

Ler mais 4 Abril 2018
Entrevistas