De pequenino se torce o olhar

Imagem da notícia: De pequenino se torce o olhar

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) lançou em 2016 o projeto-piloto de rastreio visual infantil gratuito, destinado a todas as crianças com dois anos de idade, com repetição entre os quatro e os cinco anos. Os resultados não deixaram margem para dúvidas: 15% das crianças examinadas revelaram problemas visuais.

Para já, segundo Fernando Tavares, coordenador do projeto da ARSN, está previsto o alargamento do programa a oito ACES da região norte, para a médio prazo se alargar a todo o território nacional. “Esta iniciativa vem de encontro ao que está previsto na convenção de saúde, ou seja, dar mais elevação à componente da visão em Portugal. A área de intervenção precoce é fundamental para as nossas crianças, que se refletirá no seu futuro”, declarou o especialista à OftalPro.

“Ainda não temos os resultados finais, mas posso adiantar que 15% dos exames demonstraram problemas sérios de visão. Ora, com um diagnóstico precoce é possível resolver determinadas situações. Este rastreio de saúde reveste-se pois de um enorme sucesso”.

Saiba mais numa das próximas edições.

 

6 Janeiro 2017
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas