“Sinto uma espécie de quase vergonha alheia”

Imagem da notícia: “Sinto uma espécie de quase vergonha alheia”

Carlos Alves, responsável pela petição pública “Óculos só em Ópticas”, explicou-nos em entrevista o porquê desta iniciativa.

“Porque sinto indignação. Porque sinto uma espécie de quase vergonha alheia. Porque me sinto de mãos atadas contra um negócio paralelo sem rei nem roque. Porque as pessoas são efetivamente lesadas diariamente. Porque se não compramos colchões nas sapatarias, se não compramos carne nas livrarias, se não compramos sapatos nas pastelarias, ou telemóveis nos talhos, porque podemos comprar óculos de sol e/ou graduados em quiosques, farmácias, bazares orientais (vulgo chineses), hipermercados/supermercados, papelarias, boutiques, relojoarias, lojas de roupa, grandes armazéns, lojas de eletrónica, revistas (que vendem óculos por “apenas” mais “X” euros)?”.

Saiba mais na ÓpticaPro 148!

21 Setembro 2015
Entrevistas

PUBLICIDADE
Bausch+Lomb

Notícias relacionadas

“Procuramos estar na vanguarda da evolução”

José e Abel Costa abriram-nos as portas da sua ótica em Braga no rescaldo de uma remodelação total. Pai e filho falaram com a ÓpticaPro sobre o negócio familiar, sobre as parcerias que mantêm e os desejos para o futuro, destacando a aquisição de um novo equipamento da Essilor.

Ler mais 4 Abril 2024
Entrevistas

“Projetamos neste espaço toda a nossa ambição”

Muito mais do que o lugar de trabalho, partilhamos um conceito de vida empresarial alinhado com a diversidade, equidade, inclusão (DEI) e economia circular. Rui Motty, CEO da empresa, falou com a ÓpticaPro em exclusivo para “mostrar ao mundo a visão de 360º” da Optocentro 2050.

Ler mais 21 Março 2024
Entrevistas