“A opção pelo franchising é a melhor via para o setor português”

Imagem da notícia: “A opção pelo franchising é a melhor via para o setor português”

Frédéric Poux, presidende da Alain Afflelou, explicou-nos em entrevista o porquê da decisão de adquirir 25% da Optivisão.

“A Optivisão tem já 26 anos de existência e possui uma força enorme no mercado português. Além disso, os valores do grupo Optivisão, ao nível da franquia, são muito similares aos que nós temos na Alain Afflelou. Ou seja, é muito mais fácil aproximar dois conceitos que apresentam uma estrutura parecida. E a parceria entre estas duas cadeias óticas pretende demonstrar que a opção pelo franchising é a melhor via para o setor português. Queremos introduzir algumas mudanças e inovações no ramo da ótica em Portugal e, juntos, contamos ser líderes do mercado português no período de três anos. A Alain Afflelou investiu na Optivisão de uma forma progressiva e, neste momento, detém já cerca de 25% do capital do grupo português, o que nos torna o maior acionista individual desta rede de óticas. Estamos muito orgulhosos deste investimento, facto que constitui um grande feito para a nossa marca. Não é de todo uma operação agressiva, uma vez que existem boas relações entre a Alain Afflelou e a estrutura dirigente da Optivisão. O principal objetivo é melhorar as condições que existem nos dois grupos através deste “casamento”.

Toda a entrevista na ÓpticaPro 146!

17 Julho 2015
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas

Daniela Guerreiro: “O mercado da ótica mudou bastante”

Com uma recente remodelação, a Oculista Carioca, nos arredores de Sintra, está mais atrativa e funcional. Com “um serviço de qualidade, seriedade e profissionalismo”, Daniela Guerreiro, há 16 anos na empresa fundada pelo pai, reconhece que o mercado mudou bastante desde então.

Ler mais 20 Julho 2020
Entrevistas

“Iremos colocar em prática uma forte campanha de sensibilização”

Em meados de maio, a Associação Nacional dos Ópticos (ANO) apresentou os resultados do inquérito ao subsector de comércio a retalho de material ótico, pedido ao Centro de Estudos Aplicados (CEA) da Universidade Católica Portuguesa (UCP), com o objetivo de analisar o impacto da pandemia Covid-19 nesta área. Falámos com Fernando Tomaz, presidente da direção da ANO, para conhecermos as principais conclusões do estudo e as medidas que se impõem.

Ler mais 26 Junho 2020
Entrevistas