Lentes de contacto “incompatíveis” com conjuntivite alérgica

Imagem da notícia: Lentes de contacto “incompatíveis” com conjuntivite alérgica

O Colegio de Ópticos-Optometristas de Castilla y León (COOCyL) alerta para o facto de que 25 por cento dos casos de conjuntivite alérgica remetem para esta altura do ano.

As grandes quantidades de pólen que flutuam no ar provocam estas reações alérgicas, especialmente as referidas lesões na conjuntiva no caso da utilização de lentes de contacto.

Por este motivo, o COOCyL desaconselha a utilização frequente de lentes de contacto durante a época das alergias, com o intuito de reduzir estes problemas oculares.

Nos exemplos em que as lentes de contacto não podem ser descartadas, a mesma instituição pondera as lentes diárias, que impedem uma maior acumulação de agentes alergénicos no olho.

As idas a parques, a piscinas com cloro e o contacto com animais deve ser mais reduzido, caso haja um maior risco de contrair conjuntivite alérgica.

7 Maio 2015
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
PUBLICIDADE
Vision Plus Expo 2021

Notícias relacionadas

HOYA: novidades no catálogo de lentes

A nova tabela recentemente lançada tem o objetivo de encontrar “respostas às necessidades visuais, adaptando-as em todos os momentos às diversas situações do dia-a-dia”.

Ler mais 7 Maio 2021
AtualidadeLentesVisão