“É importante que exista alguém que consiga controlar o funcionamento” das ópticas

Imagem da notícia: “É importante que exista alguém que consiga controlar o funcionamento” das ópticas

O responsável pela gestão da “cadeia” de ópticas SAMS Serviços de Assistência Médico Social, Hugo Quintela, explicou-nos em entrevista em que consiste ao seu trabalho.

“Controlar o negócio das 11 ópticas que os SAMS possuem. A óptica principal – digamos assim – está situada no Centro Clínico de Lisboa, mas depois temos outras ópticas em cada uma das clínicas periféricas. É importante que exista alguém que consiga controlar o funcionamento das mesmas, avaliar as suas necessidades específicas e, ao mesmo tempo, olhar para os números com sentido crítico. Desta forma, temos a perceção daquilo que estamos a faturar diariamente, das necessidades sentidas, dos produtos que estão a ter maior ou menor rotação. Ao nível das equipas de trabalho, tento assegurar a formação contínua, para que as pessoas exerçam a sua atividade da melhor forma possível e, acima de tudo, possam prestar um bom serviço aos nossos utentes e beneficiários. É esta atitude que nos faz crescer e chegar a um patamar de excelência.”

Leia a entrevista na íntegra na ÓpticaPro 139, aqui.

22 Dezembro 2014
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas

Daniela Guerreiro: “O mercado da ótica mudou bastante”

Com uma recente remodelação, a Oculista Carioca, nos arredores de Sintra, está mais atrativa e funcional. Com “um serviço de qualidade, seriedade e profissionalismo”, Daniela Guerreiro, há 16 anos na empresa fundada pelo pai, reconhece que o mercado mudou bastante desde então.

Ler mais 20 Julho 2020
Entrevistas

“Iremos colocar em prática uma forte campanha de sensibilização”

Em meados de maio, a Associação Nacional dos Ópticos (ANO) apresentou os resultados do inquérito ao subsector de comércio a retalho de material ótico, pedido ao Centro de Estudos Aplicados (CEA) da Universidade Católica Portuguesa (UCP), com o objetivo de analisar o impacto da pandemia Covid-19 nesta área. Falámos com Fernando Tomaz, presidente da direção da ANO, para conhecermos as principais conclusões do estudo e as medidas que se impõem.

Ler mais 26 Junho 2020
Entrevistas