“Vamos ser astronautas” na ajuda a crianças com paralisia cerebral

Imagem da notícia: “Vamos ser astronautas” na ajuda a crianças com paralisia cerebral

Baseando-se em tecnologia da NASA, uma instituição algarvia está a desenvolver um “fato de astronauta” que visa ajudar as crianças com paralisia cerebral.

A iniciativa é da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC) de Faro e consiste na utilização de um fato originalmente usado por astronautas em voos espaciais e posteriormente utilizado na reabilitação de pessoas com paralisia cerebral.

O fato ortopédico em causa neste projecto “Vamos ser astronautas”, foi desenvolvido por uma equipa de reabilitação do Brasil e batizado como “Pediasuit” e inspirou-se no impacto da ausência de gravidade nos astronautas ser semelhante às alterações neuromotoras nos pacientes com paralisia cerebral.

Em declarações à agência Lusa, uma das terapeutas da APPC de Faro, Cristina Sobral, disse que “o objectivo principal é criar uma unidade de suporte para alinhar o corpo o mais próximo possível do normal, restabelecendo o correto alinhamento postural”.

A promotora do projeto, Graciete Campos, sublinha que a implementação desta iniciativa só vai ser possível graças a um prémio a que a instituição de candidatou, no valor de 50 mil euros, que será atribuído por uma instituição bancária até ao final do ano.

O valor em questão servirá para a formação dos técnicos da instituição e a aquisição de todo o material necessário à implementação do projeto.

3 Dezembro 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas