“O óptico português é empreendedor”

Líder no mercado da óptica e com forte presença nos cinco continentes, a Marchon Eyewear abre uma filial em Portugal.  O grupo norte-americano traz para o nosso país um excelente portfólio.

Líder no mercado da óptica e com forte presença nos cinco continentes, a Marchon Eyewear abre uma filial em Portugal.  O grupo norte-americano traz para o nosso país um excelente portfólio, preenchido com as mais prestigiadas marcas, e as últimas novidades tecnológicas.

 

ÓpticaPro: Descreva a vida e o percurso do grupo Marchon Eyewear até aos dias de hoje.

Teresa Ferreira: A Marchon é uma empresa de origem norte-americana, que no início contava com quatro sócios. Há 15 anos conseguiu uma importante parceria com a marca Calvin Klein, obtendo massa crítica para um lançamento além fronteiras. Hoje, a empresa pertence à seguradora americana VSP. Estamos presentes no mundo inteiro. Em alguns países com distribuidores, noutros directamente, e as previsões apontam para que a Marchon, só em termos de ‘portfolio’ de marcas, tenha investimentos acrescidos.

 

OP: A Marchon está nos cinco continentes…

TF: Sim, com uma presença muito forte no continente americano e na Europa.

 

OP: Depois de alguns anos a actuar no nosso país com representantes, porquê implementar uma filial?

TF: Porque faz parte da estratégia da Marchon estar presente de forma mais directa numa série de mercados, sobretudo no europeu. Portugal é um investimento atractivo, e prova disso são os inúmeros fabricantes instalados no país há bastante tempo.

 

OP: Quais são as mais-valias desta estratégia?

TF: Primeiro, melhoraremos o serviço, agora fornecido directamente pela empresa. Claro que no início sentiremos algumas dificuldades próprias da fase de arranque e de um ajuste de procedimentos. Outra mais-valia passa por representarmos todas as marcas, que nos são permitidas na Europa, eliminando-se os constrangimentos que muitas vezes o distribuidor enfrenta.

 

OP: A casa mãe vê em Portugal uma boa oportunidade de negócio…

TF: Claro que sim! O consumidor português tem uma apetência grande por marcas e o país usufrui de ópticas inéditas, que convidam o mais céptico dos consumidores a entrar. Acreditamos que com os profissionais de alto nível, que estão hoje à frente dos pontos de venda, seguramente faremos um bom trabalho. Confiamos plenamente nos ópticos portugueses!

 

OP: Que novidades introduzem no mercado ‘eyewear’ português?

TF: Lançamos marcas que ainda não estão no mercado luso mas que pertencem à Marchon há dois ou três anos, como a Jil Sander, a Emilio Pucci e a Karl Lagerfeld. Lançamos ainda a Lacoste e a Kiss and Kill, onde a grande novidade é a componente tecnológica 3D associada às lentes de sol. O mercado 3D tem um potencial enorme, pois prevê-se um crescimento no sector dos televisores 3D. Em Março, também introduzimos os modelos CK e Michael Kors com o mesmo tipo de lentes.

 

Artigo integral disponível na Revista ÓpticaPro 88

25 Fevereiro 2011
Entrevistas

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble

Notícias relacionadas

“Somos muito gratos aos nossos pais pelo que construíram com tanta paixão”

Após uma ligação de vários anos com o Institutoptico, a Ofetal (cadeia de óticas de Oeiras) decidiu criar uma parceria com a concorrente Optivisão. Quatro anos após uma entrevista com os filhos dos fundadores da empresa - Raquel Cotovio e Ana e André Dominguez - quisemos saber quais os motivos da mudança e os projetos de futuro de uma empresa onde as raízes e valores familiares estão sempre presentes.

Ler mais 25 Novembro 2021
Entrevistas

“A UDM é, na verdade, um projeto que cresceu connosco”

A marca italiana Unique Design Milan, fundada por dois amigos durante o período universitário, está em processo de internacionalização. Com a representação em Portugal a cargo de Mario Torre e Rui Lopez, a sua presença no mercado português está a crescer de forma sustentada, de acordo com a sua premissa de qualidade superior, produtos feitos exclusivamente à mão. A ÓpticaPro aproveitou a primeira visita dos dois criadores da UDM a Lisboa – Stefano Romanelli e Mattia Colleoni, para perceber os seus objetivos de expansão da marca.

Ler mais 17 Novembro 2021
Entrevistas

“A vontade de crescer leva qualquer pessoa longe”

A década de 90 marca o início daquela que seria uma bela história de amor. De Lisboa para Anadia, o negócio de duas gerações cresceu a partir da Ourivesaria e deu lugar à Óptica Almeida. Com o amor veio o sucesso, e com ele nasce a Opticalia AliÓpticas em 2011. A ÓpticaPro falou com Ana Paula Cardoso, responsável pela marca, que nos guia por entre alguns dos momentos que marcam o 25º Aniversário desta ótica.

Ler mais 15 Novembro 2021
Entrevistas