“Os óculos são uma máscara”

Imagem da notícia: “Os óculos são uma máscara”

ÓpticaPro: Para além da música, é conhecido pela sua carismática apresentação. Os óculos constituem realmente um acessório imprescindível para si?

Pedro Abrunhosa: Em poucas palavras, posso dizer que os óculos são aquilo que me define exteriormente. Contudo, por dentro, é a música que prevalece.

OP: Quando adoptou este visual?

PA: Na década de 1980. Na minha vida, os óculos começaram por ser uma forma de estar e, actualmente, tenho centenas de modelos  que combinam com todas as ‘toilettes’.

OP: Tem preferência por alguma marca?
PA: Não, gosto simplesmente de marcar pela diferença. Nos anos ’80, os óculos não eram um acessório de moda muito relevante e tornava-se complicado arranjar modelos distintos. Existia o típico ‘Ray-Ban’, que hoje voltou ao topo das tendências, e pouco mais.Eu sempre quis óculos diferentes, carismáticos. Com o passar do tempo e com a expansão do mercado da óptica, consegui
reunir um largo conjunto de armações completamente extravagantes e vanguardistas. E no palco, os óculos devem, sem dúvida, possuir estes requisitos. Não são os óculos que me vestem, sou eu que os visto.

OP: Porquê a aposta neste acessório em particular?
PA: Não tenho nenhum problema visual, se é isso que quer saber (risos). Para além de vincarem a minha imagem, os óculos servem essencialmente para manter as pessoas a uma certa distância, para me proporcionarem alguma privacidade.

OP: Constituem então uma espécie de protecção…
PA: Completamente, sou uma pessoa tímida e bastante restrita. Os óculos de sol funcionam como uma máscara que preserva, de certa forma, essa minha intimidade.

 

Veja a versão integral na edição nº 81 da ÓpticaPro

1 Setembro 2010
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Acreditem na optoVision e no projeto da marca para Portugal”

Mário Pereira é o "rosto" da optoVision em Portugal, laboratório alemão de lentes oftálmicas que chegou em outubro ao nosso país. Numa entrevista intimista, o responsável pelo projeto falou-nos do seu percurso e da larga experiência que possui na área das lentes oftálmicas e, ainda, da marca que vai liderar em território nacional.

Ler mais 16 Novembro 2020
Entrevistas

Daniela Guerreiro: “O mercado da ótica mudou bastante”

Com uma recente remodelação, a Oculista Carioca, nos arredores de Sintra, está mais atrativa e funcional. Com “um serviço de qualidade, seriedade e profissionalismo”, Daniela Guerreiro, há 16 anos na empresa fundada pelo pai, reconhece que o mercado mudou bastante desde então.

Ler mais 20 Julho 2020
Entrevistas