“A Expoóptica transcende a mostra de produtos”

Imagem da notícia: “A Expoóptica transcende a mostra de produtos”

ÓpticaPro: Que balanço faz da 28ª edição Expoóptica, a primeira encabeçada por si?

María José Sánchez: Bastante satisfatório, apesar da grande proximidade temporal da feira espanhola com a Mido. Este ano, reuniram-se mais de uma centena de empresas expositoras, que atraíram 9.833 visitantes, sendo 9.244 de Espanha e 641 de fora de Espanha. O clima optimista e dinâmico da indústria óptica seduziu vários profissionais que garantiram resultados muito positivos aos expositores.

 

OP: Quais as principais novidades apresentadas nesta edição?

MJS: A primeira relaciona-se com a periodicidade da feira. A partir de agora, a Expoóptica realizar-se-á de dois em dois anos. A par de uma maior margem de manobra para a organização e empresas expositoras, esta mudança permite que a feira coincida com o Congresso Internacional de Optometria, Contactologia e Óptica Oftálmica, uma mais-valia para ambos os eventos. O destaque ao sector da contactologia foi outra das grandes mudanças. Dentro do recinto da feira, tivemos um espaço dedicado às principais empresas que operam neste ramo. A zona complementou-se com aulas de contactologia, para uma maior aproximação dos visitantes à temática.

 

OP: Em que medida a realização do congresso contribui para a melhoria da feira?

MJS: Trata-se de uma excelente conjugação de sinergias, já que atribui uma variante mais científica à Expoóptica. Os ópticos visitantes assistem às várias palestras e os próprios congressistas têm a oportunidade de “espreitar” as novas maquinarias e tendências ‘eyewear’. Esta coincidência reforça, aliás, a posição da feira no sector óptico, pelas actividades paralelas que apresenta. A Expoóptica é, sem dúvida, muito mais que uma mostra de produtos.

 

OP: Os profissionais portugueses são um público importante para a feira?

MJS: Sem dúvida, já que estes visitantes em específico acorrem em força à Expoóptica. A presença de Portugal reforça a internacionalização do salão e consolida a sua posição na Península Ibérica, enriquecendo o nível e qualificação do evento. Este facto representa até uma clara oportunidade de crescimento para o certame, graças à proximidade do mercado português e ao reconhecimento da Expoóptica, por parte dos portugueses, como a sua própria feira.

 

Leia a versão integral na edição nº 77 da ÓpticaPro

19 Abril 2010
Entrevistas

PUBLICIDADE
MIDO 2022
PUBLICIDADE
jackNoble

Notícias relacionadas

“A Prooptica atua de olhos postos no futuro”

Numa altura em que a Prooptica comemora 28 anos de existência Luís Justino, administrador da empresa, desvenda em entrevista os segredos do sucesso, as dificuldades vividas e as oportunidades que a pandemia de Covid-19 trouxeram. Para o futuro, o administrador imagina uma empresa fascinada pela internacionalização e pelo desenvolvimento sustentado, com o mesmo objetivo de sempre: garantir a satisfação plena de todos os parceiros.

Ler mais 3 Setembro 2021
Entrevistas

“Os óculos são objetos que qualificam as pessoas”

Uma das pessoas mais reconhecidas no mundo da ótica, especialmente quando falamos do conceito de óculos modernos, falou em exclusivo para Portugal à ÓpticaPro. Contador de histórias, Paolo Seminara respira paixão por uma profissão onde “o tempo voa”.

Ler mais 10 Agosto 2021
AtualidadeEntrevistasÓculos