O melhor da óptica

As lojas Prismóptica de Aveiro, Mário Oculista de Beja, Jorge Oculista de Braga, Oculista das Portas de Santo António de Estremoz de Évora, Óptica Graça de Faro, Óptica Lince da Guarda, André Ópticas e Oculista das Avenidas de Lisboa, Óptica Boavista do Porto e o OMB Grupo Óptico de Viseu são, em 2010, as melhores de Portugal.

Para distinguir as ópticas, a revista reuniu um grupo de dez ‘players’ do sector capaz de avaliar os atributos dos ópticos portugueses, bem como a qualidade do espaço que dirigem e do serviço que prestam.

Assim, para além de Fernando Eugénio, presidente da Associação Portuguesa dos Fornecedores de Artigos de Óptica, a mesa de votação incluiu António Barros, da Luxottica, e Sandra Balseiro, da Sàfilo, duas das maiores fabricantes de óculos do mundo. No campo das lentes oftálmicas, marcaram presença António Veiga, da Hoya Lens Ibérica, Carla Luz, da Shamir, e Gonçalo Empis, da Carl Zeiss. Os equipamentos técnicos e electrónicos para óptica foram representados por Luís Feijó, da Optometron, e Luis Garcia, da Topcon. Paulo Valente, da VPconcept, e Rui Pinto, da Artefacto, honraram a área da decoração dos espaços comerciais.

O I Almoço/Encontro de Imprensa ÓpticaPro deu ainda voz a um aceso debate acerca do panorama actual do sector, durante um convívio delicioso e aprimorado. Sobre a mesa discutiram-se as medidas mais eficazes para se dinamizar o negócio e as perspectivas futuras do sector.

Os profissionais definiram o mercado actual como mais selectivo, organizado e inovador. “A crise económica dos últimos tempos foi uma bênção” constituiu a ideia defendida pela maior parte dos convivas. De facto, a conjuntura que se viveu obrigou os profissionais a repensarem a forma de actuar nos seus negócios e a estarem mais atentos às mudanças, no sentido de as aproveitar para prosperarem.

 

 

 

 

 

7 Abril 2010
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021

Notícias relacionadas